Veículo roubado: como informar na declaração de imposto de renda

by sandra on 23 de março de 2011

Se você teve um carro roubado, como proceder na hora da declaração de ajuste anual?  Esta é uma dúvida muito comum para as pessoas no momento da confecção da declaração de imposto de renda.

Os contribuintes que tiverem seus veículos roubados, que foram comprados até o ano de 2009 devem manter o valor do carro na coluna referente ao ano de 2009 e colocar zero no ano de 2010. Dando assim baixa na ficha Bens e Direitos, afinal o veículo não faz mais parte do seu patrimônio.

Se o contribuinte tiver recebido indenização recebida de seguro pelo roubo, o montante recebido, que exceder ao valor pelo qual o bem acidentado ou roubado esteja declarado, deverá ser declarado no campo de rendimentos isentos e não-tributáveis na linha 2.

Se o veículo foi comprado em 2010 e roubado no mesmo ano, não há a necessidade de informá-lo na ficha de bens e direitos.

No caso de recebimento de seguro o procedimento é o mesmo para quem teve o veículo roubado antes de 2010.

 

 

{ 3 comments… read them below or add one }

Maria Hermínia Mello março 27, 2011 às 0:56

Prezada Sandra,

Fiquei com dúvida quanto à sua instrução para o lançamento, em Redimentos Isentos e Não Tributáveis, do montante da indenização paga pelo seguro por roubo de veículo. Você se refere ao total do montante ou à diferença (se positiva) entre o valor recebido do seguro e o valor de aquisição do carro roubado, que consta na ficha de Bens e Direitos? Por favor verifique no site da receita a pergunta e resposta de número 435. Minha filha teve um carro roubado, recebeu indenização da seguradora, cujo valor foi inferior ao valor de aquisição do carro roubado que consta da sua ficha de Bens e Direitos. Pela instrução da Receita Federal, pergunta 435, entendi que ela não teria que declarar nada em Rendimentos Isentos e Não-Tributáveis, já que a diferença citada acima seria negativa. Estou errada? Aguardo sua resposta.
Atenciosamente,
Maria Hermínia Mello

Responder

sandra março 28, 2011 às 20:04

Boa Tarde Maria Herminia.
A respeito de sua dúvida, você está correta. Se o montante recebido da segurado for inferior ao valor da aquisição do veículo, não é preciso informar na ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributáveis.
Obrigado.

Responder

Samuel Jorge da Costa maio 5, 2011 às 14:31

Gostaria de uma explicação a respeito do IRPF, por que além do imposto ser retido mensalmente nos contra-cheques do funcionário/servidor, que vais para o cofres do goveno, e quando é feito a declaração de ajuste anual esses mesmos fucnionários são obrigadoso a pagar o imposto, po quê?

Responder

Leave a Comment

Previous post:

Next post: